domingo, 28 de fevereiro de 2021

Jejum intermitente emagrece?

Para quem deseja perder peso, o Jejum Intermitente é um dos planos alimentares mais adeptos para quem deseja perder peso. A pergunta que não quer calar: Jejum intermitente realmente emagrece?

Como uma nova forma de perder peso, o jejum intermitente tem despertado a atenção de quem opta por essa dieta.

Porém, há controvérsias quanto aos resultados em longo prazo, pois o peso pode aumentar após o período de jejum.

Mesmo em todos esses casos, você pode jejuar de forma intermitente, mas deve estar acompanhado por um nutricionista após a dieta para evitar a perda de peso.


Dúvidas comuns de quem realiza o Jejum Intermitente:



Sentir muita fome durante o processo de Jejum Intermitente é normal?

Você deve monitorar a fome durante o jejum intermitente. Se a sua fome não é difícil de ir e vir, isso significa que você tem uma dieta balanceada e os alimentos que ingere podem atender às necessidades do seu corpo.

Se a fome o deixa inquieto e nervoso, você precisa modificar o cardápio para substituir a comida por novas opções e mantê-lo satisfeito.


Alimentos que eu devo consumir durante o Jejum Intermitente?

Se você fizer uma refeição saudável e nutritiva, o jejum intermitente o tornará magro. Portanto, a prioridade deve ser dada às boas gorduras, alimentos ricos em fibras, proteínas de alto valor biológico e carboidratos complexos.


Durante o Jejum Intermitente eu posso me hidratar normalmente?

Durante o jejum, a hidratação é essencial para manter o metabolismo funcionando bem.

Portanto, o ideal é continuar a beber muita água durante o dia, cuja quantidade varia de acordo com o peso e o nível de exercício físico. Você também pode beber chá sem açúcar, café ou adoçantes durante o jejum intermitente.


Conheça os tipos de Jejum Intermitente:

Não saia por aí fazendo um jejum sem controle do que estar fazendo, existem alguns protocolos que devem ser seguidos à risca para que a dieta seja feita de maneira saudável e segura.

Sem riscos maiores a sua saúde.

·         Período de 12 horas, nesta modalidade você faz jejum de 12 horas e nas outras 12 horas se alimenta normalmente e assim suscetivelmente.

·         Período de 16/8, os adeptos dessa modalidade você fica 16 horas sem ser alimentar e alimenta-se 8 horas depois do jejum normalmente.


Quem pode fazer o Jejum Intermitente?

O resultado expressivo é que a magreza do jejum intermitente atrai a atenção das pessoas, mas nem todos podem se alimentar desse tipo de dieta.

Os adolescentes (como adolescentes, crianças, idosos, diabéticos que usam hipoglicemiantes e mulheres grávidas) devem evitar a perda de peso.

Para o último grupo, deve-se lembrar que a gravidez é um período de grande necessidade nutricional, e alguns carboidratos devem estar presentes para fornecer energia e evitar que a gestante se sinta mal.


Principais benefícios do Jejum Intermitente para o emagrecimento:

O jejum intermitente e a magreza ainda possuem outras vantagens que podem tornar o seu dia a dia único, gerar felicidade e proporcionar uma vida mais saudável. Podemos destacar entre eles:

·         Aumento da produção do colesterol bom;

·         Redução de resfriados e inflamações no organismo;

·         Efeito antidepressivo;

·         Combate possível demência;

·         Redução do estresse;

·         Redução da resistência à insulina;

·         Aumento da produção do hormônio do crescimento.



Jejum intermitente x rotina de exercícios

Quem pratica atividades esportivas, por mais simples que pareça, precisa de uma boa fonte de energia e nutrição para alcançar os resultados desejados.

Quando você insiste no jejum, dependendo do nível de atividade física, você não terá nutrição insuficiente para a prática de exercícios físicos. Portanto, o jejum intermitente é magro, mas não há o hábito de exercícios extenuantes durante a dieta.


O que comer no jejum intermitente?

Costuma-se dizer que a refeição após o jejum deve ser balanceada, composta por alimentos reguladores (verduras, legumes e / ou frutas), energia (carboidratos, de preferência ricos em fibras) e blocos de construção (proteínas magras).

Vale lembrar também que esse tipo de dieta só dá resultados positivos quando os alimentos consumidos nas "janelas de alimentação" têm alto valor nutritivo.

Os nutricionistas também prestam atenção à inclusão de gorduras essenciais (peixes, nozes e sementes), fontes magras de proteína, grãos inteiros, carboidratos e muitas frutas e vegetais para que o corpo possa obter as quantidades necessárias de fibra alimentar, vitaminas e minerais.


Fazer o Jejum Intermitente é seguro?

Um longo período de restrição pode causar hipoglicemia, ou seja, uma queda nos níveis de glicose no sangue, com consequências mais graves.

Os grupos vulneráveis ​​normalmente incluem idosos, adolescentes (menores de 18 anos), pessoas que tomam medicamentos, pessoas com baixo índice de massa corporal (IMC) e pessoas com problemas alimentares emocionais ou psicológicos, incluindo histórico de transtornos alimentares.

É fato que a adoção do jejum intermitente ainda divide os especialistas. Se é melhor limitar o risco, a decisão é de todos. É importante tomar essa decisão com ajuda profissional.


Contribuição da redatora Thais Borges - Esmaltecos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário